O Laboratório Alvaro está de cara nova!

Deseja tornar este perfil sua página inicial quando acessá-lo novamente?

X

Atendimento ao Cliente:

Menu de Exames

DIHIDROTESTOSTERONA

A A

O Laboratório Alvaro oferece mais de 1400 tipos de exames de prevenção e tratamento. Consulte abaixo todas as informações e orientações para cada tipo.

  • Código: 5DHT
  • Material: soro EXT
  • Sinônimo: DIHIDROTESTOSTERONA
  • Volume: 1,0 mL
  • Método: Cromatografia Líquida/Espectrometria de massas em tandem (LC-MS/MS)
  • Volume Lab.: 1,0 mL
  • Rotina: Diária
  • Resultado: 30 dia(s)
  • Temperatura: Refrigerado
  • Coleta: Jejum não necessário. O cliente deve informar os medicamentos em uso, em especial hormônios esteroides. Colher sangue em 1 tubo de 4 mL, com gel separador. Aguardar 30 minutos. Centrifugar a 2200 g por 10 minutos. Aliquotar 1 mL de soro em tubo de transporte etéril.
  • Código SUS:
  • Código CBHPM: 0.00.00.00-0

Interpretação

  • A dihidrotestosterona (DHT) provém da transformação periférica da testosterona no homem e da androstenediona na mulher, pela ação da enzima 5-alfa-redutase. Pequenas quantidades são secretadas pelos testículos. É um potente androgênio, importante para o desenvolvimento da genitália masculina externa, crescimento prostático e metabolismo da pele. Nos casos de pseudo-hermafroditismo masculino por deficiência desta enzima, a testosterona mostra-se normal ou elevada, a DHT baixa ou normal e a relação entre testosterona e DHT bem maior que o normal (normal após puberdade: menor que 20; casos de deficiência de 5-alfa-redutase: maior que 35). Em indivíduos pré-puberais, esta relação não é tão confiável devido aos baixos níveis de testosterona e DHT, aconselhandose a realização de um teste de estímulo com hCG, com análise posterior da relação testosterona/DHT. Em alguns casos de hirsutismo, a DHT pode estar elevada, sugerindo maior conversão periférica de testosterona. Indicações: Diagnóstico de pseudo-hermafroditismo masculino (deficiência da 5-alfa-redutase). Avaliação do hirsutismo. Avaliação da eficácia de medicamentos que inibem a 5-alfaredutase. Interpretação clínica: A Dihidrotestosterona encontra-se aumentada nos casos de ovários policísticos, tumores testiculares, assim como em casos de aumento da atividade da enzima 5 alfa redutase (que leva à síndrome hiperandrogênica ou hirsutismo). Está usualmente diminuída nos casos de hipogonadismo, uso de drogas que inibem a ação da enzima 5 alfa - redutase, como a finasterida, e em defeitos da 5 alfa redutase, levando a pseudohermafroditismo masculino (raros). Sugestão de leitura complementar: Jacques A. Mahoudeau, C. Wayne Bardin, Mortimer B. Lipsett. The metabolic clearance rate and origin of plasma dihydrotestosterone in man and its conversion to the 5?-androstanediols. J Clin Invest. 1971; 50(6): 1338-44.

Referência

  • Mulheres: 5 a 46 ng/dL
  • Homens: 16 a 79 ng/dL