X

PACIENTES

Prezado cliente, para retirada dos Resultados de Exames, favor acessar a aba "ÁREA DE PACIENTES", ou clique aqui.

Atendimento ao Cliente:

Notícias

Obesidade e Trombose

Entenda a relação entre o excesso de peso e o transtorno cardiovascular que mais mata no mundo

A A

A doença, que é o terceiro transtorno cardiovascular que mais mata no mundo, pode levar à embolia pulmonar – muitas vezes fatal. E, entre seus fatores de risco, está a obesidade. “Estudos observacionais fornecem evidência forte e consistente para uma relação entre obesidade e o primeiro evento de trombose venosa. Como o número de pessoas obesas na população continua a aumentar, é provável que o fardo desse tipo de doença seja cada vez maior”, alerta a Dra. Audrey Krüse Zeinad Valim, especialista em hematologia que integra o corpo clínico do Laboratório Alvaro.

De fato, só no Brasil, são 60 milhões de pessoas acima do peso (das quais 25 milhões estão obesas), o que nos coloca no quinto lugar no ranking mundial da obesidade.

A TVP – Trombose Venosa Profunda (formação de um coágulo de sangue em uma veia profunda) e sua complicação mais grave, a embolia pulmonar (TEP ou tromboembolismo pulmonar) – quando o coágulo se solta e acomete a circulação pulmonar –, compõem a causa mais comum e evitável de morte hospitalar. O risco de trombose venosa aumenta proporcionalmente, de maneira crescente, com o índice de massa corpórea e também está associado com a maioria das outras medidas de sobrepeso e obesidade, como a circunferência abdominal e o peso corporal”, explica a médica.

Somente nas duas últimas décadas que o link entre obesidade e as duas doenças foi observado. “A maioria dos estudos observacionais tem demonstrado um risco aumentado de 2 a 3 vezes para TVP em indivíduos obesos, quando comparado a indivíduos de peso normal (IMC < 25 kg/cm²), sendo o risco de trombose venosa em obesos mórbidos (IMC > 40 kg/cm²) ainda maior. A incidência média de trombose venosa profunda na população é de 1/1.000 habitantes, e pode variar de acordo com a idade, sexo e outras condições associadas”, diz a Dra. Audrey.

Além disso, pessoas obesas são mais propensas do que pessoas magras para desenvolver doenças crônicas, como diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares arteriais (infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral isquêmico) e vários tipos de cânceres – todas condições que também podem predispor o paciente ao risco de trombose venosa.