Atendimento ao Cliente:

  • Cascavel: (45) 3220 - 8000
  • Foz do Iguaçu: (45) 3574 - 1010

Notícias

Como evitar enjoos nas crianças durante longas viagens

A A

Como evitar enjoos nas crianças durante longas viagens
Sintoma pode estar associado à cinetose, problema causado pela desregulação do sistema de equilíbrio do corpo

Quem tem criança em casa sabe que um simples passeio de carro pode gerar um grande mal-estar nos pequenos. Isso porque algumas crianças sentem enjoos e chegam até a vomitar devido ao movimento do veículo. Segundo Natasha Slhessarenko, pediatra que integra o corpo clínico do Laboratório Alvaro, se o sintoma se repetir com frequência, pode ser sinal de cinetose, também conhecida como “mal do movimento”.

A cinetose pode afetar pessoas de todas as faixas etárias, porém é mais comum nas crianças. Além de causar fortes enjoos, os indivíduos que sofrem da doença podem apresentar vômitos quando estão dentro de meios de transporte. Isso acontece em consequência de uma perturbação do sistema vestibular, que é o responsável pelo equilíbrio do corpo.

Quando o bebê ou a criança passa mal durante algum trajeto ou viagem, é importante que os pais mantenham a calma para não a assustar. “A primeira medida é parar o carro em um local seguro. Depois, retire a criança de dentro do veículo, lave a sua boca e o seu rosto, e troque a roupa caso esteja suja”, pontua a pediatra.

A médica ainda lembra que a criança pode passar mal ao andar de carro, avião ou barco por uma série de motivos, como ter bebido muito líquido antes de entrar no veículo, ou por alguma indisposição. Mas se o quadro for persistente os pais devem procurar um especialista, que vai investigar se o caso exige ou não tratamento.

Tratamento

De acordo com a Dra. Natasha, quando diagnosticada com cinetose, a criança deve fazer um tratamento à base de medicamentos que reduzem os efeitos dos sinais desconexos recebidos pelo cérebro. “Em alguns casos, basta tomar algumas medidas paliativas durante o transporte, como sentar-se no banco da frente de veículos – quando a criança é maior de 10 anos –, evitar fazer refeições pesadas antes de uma viagem, manter as janelas abertas e focar o campo visual em um determinado ponto”, salienta a médica.

Quando não tratada, a cinetose pode prejudicar a vida social da criança, que acaba evitando passeios por medo de passar mal. Além disso, em bebês pequenos, o vômito pode levar à obstrução das vias aéreas, se não visto de imediato. “Os pais devem sempre manter os bebês e crianças pequenas nos assentos indicados para sua faixa etária, pois, além de garantir a segurança em casos de acidentes, eles evitam que a criança sufoque em casos de vômito”, explica a médica.